domingo, 23 de março de 2014

Katarina ( bolborhynchus lineola) em postura





Incrível o esforço que ela está fazendo. Por isso, os criadores devem sempre estar atentos a alimentação de suas aves. Para a postura as aves devem estar com a alimentação balanceada e bem servida com alimentos/suplementos que lhe garantam a absorção de cálcio.

sábado, 22 de março de 2014

Ringneck Lutino






Os machos adultos tem o colar ou anel (ring) vermelho no pescoço. Essa é uma das mutações mais bonitas.
Casal de Ecletus

O Ecletus é uma ave tão linda e que chama tanta a atenção pelo seu dimorfismo sexual (distinção do casal) que quando foram descobertos pensou tratar-se de espécies diferentes.



sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

CACATUAS



1 - Cacatua-preta (Probosciger aterrimus);
2 - Cacatua-branca (Cacatua alba);
3 - Cacatua-rosa (Cacatua leadbeateri);
4 - Cacatua-das-molucas (Cacatua moluccensis);
5 - Cacatua-galerita (Cacatua galerita);
6 - Calopsita (Nymphicus hollandicus.

domingo, 2 de agosto de 2009

Ring

video

video

video

Tentei gravar do melhor jeito, mas eles não estavam querendo colaborar muito, não. Acho que não gostam de papparazzi. Quase houve até agressão neste último vídeo, ele tentou tirar a câmera a força, pois é. kkkkkkk

Tem que provar seu valor: tratar da fêmea faz parte













quinta-feira, 23 de julho de 2009

RingNeck alimentando a fêmea

video

Criação de Ring Neck (Psittacula krameri)



CARACTERÍSTICAS RINGNECKS:

Nomes populares: Ringneck (inglês: ring = anel; neck= pescoço) ou Periquito de Colar, ou Periquito Indiano.
Nome científico: Psittacula Krameri
Origem: Norte da África, Índia.

INFORMAÇÕES ADICIONAIS

Alimentação:
- Basicamente, uma mistura de sementes: alpiste, painço, senha, girassol (sem exagero), linhaça, castanhas, pinhão, milho verde etc.
- Frutas, legumes e verduras: goiaba, maçã (retirar as sementes), cenoura, pimentão, jiló, beterraba, almeirão, repolho. Pode ser dada alface, pois há o risco de diarreia.
- Importante: deixar disponível uma barra de cálcio ou osso de siba, principalmente, na época de reprodução. Além de “afiar” o bico, ajuda na formação e postura dos ovos.
- Água limpa sempre a disposição.
- Não forneça: Abacate, chocolate, bebidas alcoólicas, alimentos que contenham sal, cafeína ou gordura em excesso.

No período de troca de penas (dezembro/janeiro) e reprodução é bom dedicar uma atenção maior à alimentação, variando-a o máximo possível.

Instalações:
- Localizada, preferencialmente, onde seja possível às aves terem acesso ao Sol da manhã e que tenha uma proteção de sombra e que os proteja do frio e vento excessivo. Quanto às medidas, estas podem variar, mas recomendamos o tamanho mínimo de 1,50 m X 0,60 m X 0,60 (comprimento x largura x altura).
- Cuidado com telas muito finas, eles podem cortá-las.
- Feche bem as portas, pois são aves curiosas e num descuido podem abri-las e fugir.
- Cuidado com jornais, revistas ou outros materiais que podem entrar em contato com seus pássaros... podem ser tóxicos. Jornal, por exemplo, contém substâncias que se acumulam no corpo do pássaro e com o tempo podem levá-lo ao óbito.
- Procure instalar poleiros de espessuras variadas, para estimular o exercício da musculatura dos pés.
- Os ninhos podem variar: há criadores que preferem os verticais e outros, os horizontais. Na Vila Fauna, utilizamos com sucesso os ninhos horizontais, medindo: 45 cm X 25 cm X 25 cm (comprimento x largura x altura).

Período de Reprodução:
- Julho a Janeiro.
- Na época de reprodução, as fêmeas instintivamente “gostam e precisam fazer” o ninho. Porém como este já está pronto, às vezes, ela rói algumas partes do mesmo. Por isso, para que ela o “faça”, pode-se pôr dentro dele um pouco de serragem e/ou pedaços pequenos de madeira para que o casal o prepare a seu modo e não danifique o que está pronto.

Formando o Casal:
Se o casal for adquirido junto e mudarem de ambiente, adaptaram-se facilmente.
Se já houver uma ave e outra for introduzida, é importante observar se a ave que já estava inserida no viveiro vai ser receptiva ou se, para proteger o território, será hostil com o novo companheiro (a). Como são aves gregárias convivem bem juntas.

Os casais ficam prontos para reproduzirem-se a partir do segundo ano de vida, as fêmeas (principalmente as verdes) podem até reproduzir no primeiro ano, mas o ideal é não forçá-las a botar usando medicamento. Já os machos, por serem muito jovens, podem ainda não fecundar as os ovos no primeiro ano, estando aptos somente no segundo ano.
A diferença entre os machos e as fêmeas se dá aproximadamente, após a segunda ou terceira troca de penas, ou seja, do segundo para o terceiro ano de vida. Os machos passam a exibir um colar ou anel preto e rosa no pescoço, daí o nome Ringneck (do inglês: ring = anel, neck= pescoço). As fêmeas ficam apenas com o sinal do anel, assim como os jovens ou filhotes.

A Corte:
No final do inverno começa o período de reprodução. Os machos intensificam as exibições para as fêmeas, cantando e “dançando” e passam a alimentá-la com mais frequência. Esta, por sua vez, numa atitude de receptividade e aceitação, abaixa-se ou inclina-se um pouco, contraindo os olhos e produzindo um som semelhante a um “gemido”. Todo este ritual indica que o casal está, realmente acasalado ou, como costuma se dizer, “formado”.
Depois de formado o casal e com o ninho já instalado no viveiro é só esperar os ovos e os filhotes.
Também na época da reprodução pode se fornecer vitamina E, encontrada em pet shops. Isto é dispensável, pois pássaros saudáveis e bem alimentados iniciarão naturalmente a reprodução no tempo certo.

Filhotes Mansos
Os Ringnecks são aves muito inteligentes. Com dedicação e paciência podem ficar mansos e repetir assobios e algumas palavras, dependendo do tempo de treino de quem o estiver “educando”. Quanto maior o tempo que se passa com o filhote, mais ele vai se identificar e confiar nas pessoas, ficando assim mais fácil de ensiná-lo a interagir conosco. A idade ideal para se adquirir um filhote é com 15 dias aproximadamente, pois assim, já receberam os probitóticos necessários dos pais, estando mais resistentes, e ainda estão com pouca visão, isto permite que passem a reconhecer, com mais facilidade, as pessoas como “seus semelhantes”.
A alimentação dos filhotes deve ser feita com uma mistura (papa) própria para filhotes adquirida em casas de ração ou pet shops e deve ser dada através de uma seringa. Eles a aceitam com muita facilidade. Evite papa de fubá, além de pobre em vitaminas e nutrientes (não se vive bem só de milho!), a digestão pode ser mais demorada e o filhote pode ficar “empapado”. Se possível, é adquirir filhotes que já estejam habituados com a papa, pois assim não haverá chance de adquirir um filhote que a rejeite (raro...mas, possível).
Muito importante: Quando estiver tratando de um filhote “na papa” a higienização é muito importante para mantê-lo saudável: mantenha-o em ambiente aquecido, evite umidade, evite deixá-lo em contato com as próprias fezes ou de outras aves, forre o “ninho’ onde estiver o filhote com serragem e a troque todo dia, dê alimento apropriado, sempre lave as mãos antes e depois de manuseá-lo. Não deixe sobras na seringa “para mais tarde”, pois podem proliferar-se bactérias. Adquira filhotes de criadores responsáveis e preocupados com o bem-estar das aves.

Visite nosso site www.ringneck.com.br

Ring Neck pedindo gala

video

quarta-feira, 22 de julho de 2009

CRIAÇÃO DE BOURKE (Neophemas)



Neophemas



DISTRIBUIÇÃO: Austrália central e meridional.




DIMENSÕES: Aproximadamente 23 centímetros

DISTINÇÃO ENTRE OS SEXOS

NEOPHEMAS BOURKII -Habitualmente, a fêmea tem um porte ligeiramente menor do que o macho e a cabeça é também menor. No caso das aves com uma plumagem natural, a fêmea é igualmente reconhecível pela ausência das penas azuis na testa ou pela presença menos vistosa dessas penas.

NEOPHEMAS PULCHELA – Nesta espécie normalmente existe dimorfismo sexual , ou seja existem diferenças na plumagem dos dois sexos. As fêmeas não tem a risca vermelha nos ombros a cabeça tem menos azul , a plumagem é mais pálida e o tamanho é menor.

CARACTERÍSTICAS SOCIAIS

O neophema é uma ave muito gregária e extremamente tolerante, que não causa qual quer problemas, mesmo que seja alojada juntamente com a menor e a mais delicada das aves tropicais, inclusivamente durante a época de criação.

Os Neophemas devem ser criadas em casais separados, uma vez que um grande número de casais coabitando no mesmo espaço, de um modo geral, não produz resultados satisfatórios, em termos de criação. É perfeitamente possível criar também em exemplar isoladamente, desde que desfrute de suficiente atenção.

ALOJAMENTO ADEQUADO

Os Neophemas podem ser criados num aviário ao ar livre desde que estejam bem ambientados . Um espaço interior comprido é também muito apropriado. As aves não são destruidoras . Também pode manter Neophemas numa gaiola espaçosa em recinto fechado.

No entanto, relativamente à falta de espaço, as aves devem poder distender as asas no exterior da gaiola, de vez em quando.

TEMPERATURA AMBIENTE

Os Neophemas são aves relativamente resistentes e podem sobreviver ao inverno, desde que tenham acesso a um abrigo nocturno que as proteja de geada. Normalmente, dispensam um aquecimento suplementar.

ALIMENTAÇÃO

Estas aves podem ser alimentadas com uma dieta básica que inclua uma mistura especial de sementes. Além disso, durante a época de criação, apreciam pequenas quantidades de alimento à base de ovos próprio para periquitos. De vez em quando, pode dar-lhes algumas verduras. Não seja excessivamente generoso, uma vez que o abuso de alimentos verdes provoca irrevogavelmente problemas intestinais. As aves devem também dispor de areia em quantidades suficientes.

ATIVIDADES

Os Neophemas são aves muito calmas que, sendo adquiridas quando jovens, aprendem rapidamente a confiar no tratador. Utilizam todo o espaço do aviário e, frequentemente, esgaravatam o chão do aviário.

Contrariamente à maior parte das espécies de periquitos, os Neophemas não cantam muito, mas quando o fazem, produzem um canto melodioso, suave e muito agradável. Também não tem tendência para roer.



Estas aves são muito ativas durante as horas de crepúsculos, por vezes, em noites claras. Uma vez por outra, pode borrifá-los com jatos ultrafinos, por meio de um borrifados de plantas, mas esta espécie raramente toma grandes banhos.

CRIAÇÃO

De um modo geral, os Neophemas são boas aves de criação que se dedicam de uma forma empenhada e essa tarefa.



A caixa de ninho deve ter uma área com cerca de 20x20 centímetros e uma altura entre 30 e 35 centímetros. O orifício da entrada deve Ter 7 centímetros de diâmetro.



Os Neophemas não nidificam, mas gostam, de pôr os ovos superfície macia e ligeiramente úmida. Para isso, pode colocar musgo de turfa e ou pedaços de madeira apodrecida ou serradura. Põem entre três e seis ovos que a fêmea choca durante um período de 18 a 20 dias, aproximadamente.



A plumagem surge quando as cria tem cerca de duas semanas de vida, mas estas são alimentadas durante mais duas a três semanas, predominantemente pelo macho. Frequentemente, a fêmea já está empenhada na preparação da postura seguinte.



Os Neophemas são aves razoavelmente prolíficas. Estando em boas condições físicas e desfrutando de uma boa alimentação variada, podem ter com êxito duas, ou menos três ninhadas por época.



As crias apresentam a sua plumagem definitiva ao fim de oito meses de vida, aproximadamente. É preferível não separar as aves mais velhas que tenham um bom relacionamento mútuo. Estas aves constituem, frequentemente, casais para toda a vida.

MUTAÇÕES

Neophema Bourkii -Tem-se registrado diversas mutações cromáticas entre quais o amarelo, opalino (rosa) , lutino , rubino . fallow etc.

Neophema Pulchela – Amarelo, opalino, canela , peito vermelho etc.

AGRADECIMENTOS: http://arlpereira.tripod.com/id24.html


quinta-feira, 16 de julho de 2009

Casal 2006 - Azul e Albina




Perceba o que as aves nos querem dizer

Formas de comunicação da maioria das aves:

O pássaro regurgita, agita a cabeça e move os músculos do pescoço: A ave está a dizer "quero alimentar-te". Isso significa que é uma pessoa muito querida para ele e quer-lhe dar algo especial. As aves costumam regurgitar para os seus filhotes e companheiro, e esse é um sinal muito revelador.

O pássaro esfrega o bico no poleiro: Nada especial; indica apenas que o bico está sujo.

O pássaro ajeita as penas: Esta a cuidar da "higiene pessoal", mas apenas faz isso quando se sente seguro e confortável no ambiente que o rodeia.

Se a ave se esfrega em nós, quer-lhe dizer algo importante: Que gosta de nós!

O pássaro agita as penas: Trata-se de um cuidado para ajeitar as penas. Pode ser que ele se sinta "desarrumado" depois de brincar com o dono, ou acordou e está a preparar-se para o dia.

O pássaro esfrega as duas asas contra as costas: Este não é o melhor momento para aparar as garras ou o bico, pois a ave está a pedir "um pouco de tempo".

O pássaro exibe as asas da cauda bem abertas: É sinal de emoções intensas; pode estar feliz ou mesmo muito bravo.

O pássaro move a cauda lateralmente como um leque: Está muito feliz!

O pássaro baixa a cabeça e curva-se, exibindo as plumas do pescoço: Trata-se de um pedido - "por favor, faz-me cociguinhas".

O pássaro arranca as penas: Sinal de alerta - Está stressado, precisa de cuidados. Algumas aves chegam a depenar-se totalmente, precisam de muita atenção para voltar ao seu estado normal, por vezes também podem ser fungos nas penas!

Se o psitacídeo baixa o corpo para a posição horizontal, deixa as asas levemente afastadas do corpo e agita-se diante de si enquanto você come algo: Está a pedir comida.